Allyson Felix bate record de Bolt no Mundial de Doha

Allyson Felix bate record de Bolt no Mundial de Doha

A atleta de 33 anos, Allyson Felix bateu na última terça-feira (01) o recorde em medalhas de mundiais de atletismo, conquistando a sua de número 12, na prova de revezamento 4 x 400 metros junto da equipe dos Estados Unidos. Até então, o recorde pertencia ao jamaicano Usain Bolt, com 11 medalhas ganhas e invicto desde 2013.

O feito já é grandioso por si só, mas ganha um tempero especial, pois há apenas 10 meses Allyson deu à luz a sua filha, depois de um gestação complicada e uma cesária de emergência nas 32a semana. Em julho desse ano, quando retornou para as corridas, em entrevista à People, disse ser desafiante essa nova fase de conciliar a carreira com a maternidade.

Allyson Felix com sua filha no Mundial de Doha

Nesse meio tempo, a atleta também sofreu com a perda de patrocínio. No início da gravidez, foi uma das front-lines contra a Nike na luta por pagamentos equitativos, principalmente para mulheres gestantes. Diante as negociações, fora pressionada a voltar a mesma forma de antes em apenas dois meses após o parto e recebendo um valor 70% menor do que recebia antes. Em maio desse ano, a Nike mudou suas medidas contratuais para casos como o de Allyson, e a empresa se comprometeu a não fazer nenhuma redução de pagamento para atletas grávidas em um período de até 18 meses. Mesmo assim, Allyson trocou de patrocinador e assinou com a marca Athleta.

Também no Mundial de Doha, a jamaicana Fraser-Pryce, conquistou medalha de ouro na prova de 100 metros. Mãe de uma criança de dois anos, foi uma das inspirações para Allyson. “Ela também teve um caminho difícil até aqui. E me encoraja muito. As mulheres são fantásticas e ela está abrindo caminho para nós.”, comentou.

 

× Qual é sua dúvida?