Negros e à ascensão em Reality Shows no Brasil: Representatividade importa.

Negros e à ascensão em Reality Shows no Brasil: Representatividade importa.

2020 foi um ano atípico em todos os sentidos e hoje viemos ressaltar um lado bom, a importância de ter negros no topo, empoderando e trazendo reflexões para a sociedade como um todo.

 

Thelma Assis, Jojo Todynho, Marina Gregory, negras, periféricas, enfrentaram a pobreza e muito preconceito até ganharem as edições de 2020 do Big Brother Brasil, A Fazenda e The Circle Brasil, também é importante evidenciar a vitória do cantor Victor Alves, que participou da 9ª temporada do The Voice Brasil no time da cantora Iza, colocando mais ainda em evidencia o poder dos negros.

 

 

Jojô Maronttinni, ou Jojô Todynho, é cantora de funk periférica nascida em Bangu, Zona Oeste do Rio de Janeiro e agora vencedora de A Fazenda. A cantora se destacou no reality por seu carisma, personalidade e força. Jojô Todynho sempre foi muito persistente, com uma vida difícil, viveu em uma kitnet alugada até 2018. Desde pequena solta a voz cantando no coral da igreja de seu bairro. Todynho é uma menina mulher de 23 anos que surpreende com sua maturidade, em uma conversa dentro ainda do reallity a cantora até comentou com os participantes “Amadureci com a vida”. Vitórias assim são inspiração, representatividade importa!

 

 

Thelma Assis é superação desde seus primeiros dias, foi abandonada por sua mãe biológica e foi adotada por Yara Assis e Carlos Alberto de Assis, que haviam perdido um bebê. Simples, mas sempre muito esforçados fizeram de tudo para que Thelma pudesse realizar seu sonho de ser médica, inclusive atrasar contas de luz para poder pagar a mensalidade de seu cursinho, após três anos estudando ela conseguiu uma bolsa de 100% em medicina, mesmo sofrendo preconceito, sem ter condições de comprar os materiais, nem mesmo para o xerox, nunca abaixou a cabeça e jamais desistiu de seus objetivos. No BBB Thelma teve a oportunidade de inspirar o povo negro com sua história de superação e deixar um recado: Negros podem, devem e estão chegando no topo.

 

 

A Carioca da gema moradora do Méier, Marina Gregory tem 25 anos, alegre e inspiradora venceu o Reality da Netflix sendo ela mesma, conta em entrevista “Jamais pensaria que eu ia estar inspirando tanta gente. Isso é muito gratificante. Eu fico muito feliz por representar o Rio de Janeiro, e por ser uma mulher plus size, negra, que muda o cabelo o tempo inteiro. Vejo as meninas falando comigo felizes de se sentirem representadas. Até chorei esses dias quando uma menina disse que ficou feliz de ver alguém no programa com o cabelo parecido com o dela” reforçando ainda mais o quanto esses eventos empoderaram e são muito importantes para o povo negro.

 

 

 

Empodere-se também, sem deixar que as adversidades da vida faça com que você deixe de realizar seus sonhos e objetivos e lembre-se sempre: Negros em ascensão, orgulhe-se!

 

Texto de Bianca Lopes e Fabíola Gomes.

 

× Qual é sua dúvida?