Frete grátis acima de R$700

Enviamos para todo o Brasil!

Seu carrinho

Seu carrinho está vazio

Confira essas coleções:

Um papo sobre autoestima e síndrome da impostora.

Um papo sobre autoestima e síndrome da impostora.

Já ouviu falar do termo “Síndrome da impostora”?

Essa sensação vem acompanhada de um sentimento de incompetência e insuficiência. O que me faz sentir uma impostora é quando eu acredito que poderia dar muito mais de mim, ainda que na realidade de fato, não poderia.

Sabe quando não estamos em uma boa fase, e ainda assim o nosso trabalho ganha notoriedade ou reconhecimento? É aí que realmente nos sentimos uma fraude.

A síndrome de impostora é uma auto sabotagem, porque tememos que alguém nos “desmascare” o tempo todo, como se o outro tivesse o poder de ver que não somos tão bons quanto fingimos ser.

Sabe aquela sensação de quando não sabemos como se escreve uma palavra e buscamos no Google? Todos os pensamentos que vem em sequência do quanto você não é boa o bastante, são causados por uma percepção de auto incapacidade e demérito.

E sabe o que é mais irônico? É que a preocupação de ser uma fraude, na verdade te torna uma pessoa atenta, crítica ao que faz, porém, insegura. E quanto mais abraçamos isso atrelado a uma autoestima baixa, mais validamos esse sentimento de sermos uma fraude.

  • O que é ser uma fraude pra você?
  • É não conseguir dar 100% hoje?
  • É começar com 30% e amanhã talvez 45%? 

Olha, se ninguém te disse isso, eu estou aqui pra lhe dizer que eu sei que você tá fazendo o seu possível.

Sei o quanto é difícil não ter a sua mente corroída por comparações provocadas pelas redes sociais, sei o quanto é difícil focar no que pode te fazer crescer por medo, ainda que o processo seja de aprendizado.

A necessidade de fazer tudo perfeito é o inimigo dos começos.

Eu desejo pra nós começos, ainda que falhos, ainda que precisem de lapidação, eu desejo que aproveitemos os pequenos e iniciais picos de autoestima, aqueles 5 segundos de autoconfiança para começar.

Que a gente tenha sabedoria pra entender que a vida é também sobre não ser bom em tudo, e que isso não é uma justificativa para nos sentirmos uma fraude.

Sobretudo, que no nosso processo de começos a gente cultive o autoamor.

 

--------------------------

 

Emile Brito

Publicitária, criadora de conteúdo e influencer

Postagem anterior
Próxima postagem

Veja também

6 dicas de beleza para aproveitar o Carnaval em 2024

6 dicas de beleza para aproveitar o Carnaval em 2024

Por Marcos Paulo

O Carnaval chegou e queremos aproveitar com muito brilho, alegria e, é claro, beleza! Se você é uma Rainha que vai cair na folia, eu tenho certeza de que você...

Ler mais
Uma nova textura, um novo site, uma nova experiência

Uma nova textura, um novo site, uma nova experiência

Por Marcos Paulo

Lançamos uma nova textura e nosso novo site, acesse e confira tudo sobre essa novidade.

Ler mais